Como escolher as portas e janelas da sua casa

Hoje vamos falar um pouco sobre os tipos de esquadrias, ou seja, portas e janelas. Aço, alumínio, madeira, PVC, são tantas opções de materiais e modelos que fica difícil na hora de escolher. Vamos falar um pouco os prós e contras e sobre o que devemos levar em consideração quando formos escolher os modelos.

Basicamente as esquadrias são responsáveis pela incidência de luz, controlar os ventos, o calor e o frio de nossa casa, além de nos proteger da chuva. Nosso objetivo é ter uma casa seca, ventilada e iluminada. Para isso, vamos considerar alguns pontos:

1. Conforto térmico:
As esquadrias são responsáveis principalmente pela temperatura da casa, por isso precisamos ter uma insolação controlada, ter incidência de sol é bom, mas ter muita, não. Para isso, não podemos exagerar nas aberturas da face norte da casa. Caso queira uma integração da área interna com a externa, como por exemplo, uma porta grande de vidro como na imagem  abaixo, verifique seu posicionamento e se necessário pense em proteções como persianas e brises.
01-porticos-de-concreto-unidos-por-passarela-definem-casa-em-sp
Projeto de Apiacás – Arquitetos e Brito Antunes Arquitetura

Outro fator importante é a direção dos ventos. Em São Paulo, a predominância dos ventos vêm do Sul e Sudeste. Com essa informação podemos posicionar as aberturas de forma que os ventos entrem, refresquem e saiam do ambiente, realizando uma ventilação cruzada, como nos desenhos a seguir.
Sem Título-1Imagem do site Fazfacil.com.br

Vale lembrar também que o tipo de revestimento que vamos escolher para a nossa fachada interfere na temperatura interna, pois existem materiais que absorvem mais e menos calor para dentro dos ambientes.

2. Conforto acústico:
imagem084

Ao projetar uma casa, é preciso saber quais são os locais de maior incidência de ruído, por exemplo, carros, pessoas passando na rua, crianças brincando, vizinhos barulhentos e animais domésticos. É o mais longe possível desses pontos que vamos posicionar os lugares de descanso da casa, como os quartos e salas de estudo.

As janelas precisam ser de boa qualidade, duráveis, e que tenham uma boa vedação. Lembrando que quanto mais espessos forem os vidros, mais proteção nos proporcionará.

Forros, carpetes e cortinas também ajudam a absorver o som, proporcionando um melhor conforto acústico.

3. Iluminação:
Um ponto importante ao definir os vãos é lembrar que quanto mais luz natural, menos vamos gastar com a luz elétrica no final do mês.

Vamos lembrar novamente da importância da face norte e do tamanho dos vãos nessa área para não gerar ambientes muito quentes. Para nos ajudar a criar ambientes sem umidade mas com uma temperatura adequada, temos abaixo uma tabela de relação do tamanho do ambiente por um tamanho ideal de janelas.
imagem079

4. Tipos de esquadrias:
Quando formos escolher o melhor modelo para a nossa casa temos que além de levar em consideração a parte técnica (funcionalidade, segurança e qualidade), considerar o estilo arquitetônico das peças, resumindo, precisa combinar com o resto da construção!

Temos abaixo desenhos dos tipos de esquadrias oferecidas no mercado, com várias opções de vidros, venezianas e telas, assim como acharmos melhor.
esquadrias

Custos: é importante lembrar que na hora de calcular o custo total das esquadrias precisamos considerar também o material que vai ser usado na instalação, como o cimento, areia, material de impermeabilização, espuma de poliuretano, tintas, vernizes, vidros e rejuntes. Assim teremos um orçamento mais real.

– Aço:
Bel e Tef - Atelier da Reforma - aço
Foto de casa.com.br

Vantagens: é a opção de menor custo entre os modelos pré-fabricados e também pode ser fabricada em tamanhos e formatos especiais, com linhas tanto retas como curvas. Além disso, é um material muito resistente, ideal para esquadrias grandes.

Desvantagens: é um material que oxida, portanto não é recomendável em regiões litorâneas.

Custo: além da própria caixilharia, temos o custo com a pintura, a instalação (com buchas ou grapas e argamassa) e a colocação do vidro em modelos sob medida. Alguns serralheiros entregam tudo junto.

Manutenção: é aconselhável passar duas demãos de esmalte sintético a cada 12 meses e lubrificar os rolamentos a cada 6 meses. Na limpeza, não devemos usar produtos agressivos, somente um pano com água e sabão neutro.

– Alumínio:
BeT - Atelier da Reforma - aluminio

Vantagens: é um pouco menos versátil e mais leve que o aço, porém possui uma boa durabilidade e resistência às intempéries.

Desvantagens: o preço alto, comparado à madeira e ao aço.

Custo: Esse material já vem pintado e possui muitas peças já prontas, o que reduz consideravelmente o custo. Para fixação vamos precisar de grapas e argamassa (areia e cimento).

Manutenção: é aconselhável limpar com um pano, água e sabão neutro e com um pincel nos cantos a cada 12 meses e em regiões litorâneas, a cada 3 meses.

– Madeira:
BeT - Atelier da Reforma - madeira

Vantagens: por ser um material mais nobre ela transforma o ambiente em um local mais sofisticado, além disso, nos proporciona muitas variedades de cores naturais e pintadas.

Desvantagens: devemos tomar cuidado quando o local apresentar muita humidade ou muitos cupins, nesses casos a madeira não é aconselhável.

Custo: as esquadrias prontas são mais baratas do que mandar fazer sob medida. Independente de qual escolher, ainda existem os custos das ferragens (dobradiças, fechaduras, trevas, fixadores e cremonas) que são compradas a parte. Além do material de instalação, vamos precisar de espuma expansiva ou tarugos e argamassa para o requadro os vãos.

Manutenção: sempre que necessário devemos retocar a pintura ou o verniz, quando estiver opaco. Limpar com uma flanela seca ou escova de pelo quando acumular pó.

– PVC:
BeT - Atelier da Reforma - pvc
Foto site vestapvc.com.br

Vantagens: o PVC é o melhor material encontrado hoje no mercado pois sua vida útil é muito longa e não sofre corrosão. Tem uma alta resistência à intempéries com um sistema de escoamento de água embutido, não amarela com o sol, tem um ótimo conforto acústico que pode chegar a 45 decibéis, além de um ótimo isolamento térmico reduzindo em até 40% o gasto com aquecedores e ar condicionados.

Desvantagens: O custo!

Custo: As janelas são compradas finalizadas, isto é, com vidros, ferragens, acessórios, buchas e espuma de poliuretano necessárias na instalação. O custo adicional vem da instalação e o transporte.

Manutenção: sempre que necessário usar uma flanela seca para tirar o pó. A limpeza mais pesada pode ser feita com sabão neutro, pano e água. O PVC é resistente a produtos de limpeza caso deseje usar, sua única contra indicação é o contato com acetona pois tem um efeito corrosivo.

Alguns fornecedores: Vestapvc, Tigre pvc, Yziplas, Euro system.
Bibliografia:

http://www.luminapvc.com.br/
http://www.esquadriasinovart.com.br/

Mãos à Obra pro: o guia do profissional da construção. Associação Brasileira de cimento Portland. São Paulo, Alaúde Editorial, 2013, volume 3.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s