O que usar na bancada da cozinha?

A bancada é um dos principais elementos que compõem o desenho da cozinha. Existem hoje diversas opções no mercado, e na hora da construção ou reforma surge a seguinte dúvida: Qual acabamento devo usar?
Para solucionar essa questão devemos levar em conta o gosto do proprietário, a forma como este costuma vivenciar o espaço e o valor disponível para o investimento.
Todos desejamos um material que seja prático, resistente, higiênico, bonito, contemporâneo e de baixo custo. Mas nem sempre é possível encontrar todas essas qualidades em um único produto, sendo necessário analisar as vantagens e desvantagens de cada material para garantir a melhor escolha para cada caso.

GRANITO
granito preto
  1

O granito é uma pedra natural que pode ser encontrado em diversas cores.

Pontos positivos:
É uma ótima opção para quem procura um baixo custo. O valor do metro quadrado varia de R$200 a R$900 em média. Apresenta uma ótima resistência a impactos e riscos, com manutenção prática e durabilidade. Por ter baixa porosidade não tem grandes problemas com áreas molhadas.

Pontos negativos:
Não possui tonalidade homogênea, portanto pede que os outros elementos (azulejos, piso, marcenaria) sejam mais neutros para não gerar poluição visual. O granito mais usado é o preto, justamente por ser mais homogêneo. O ácido muriático pode deixar o material mais poroso e até mesmo reagir, criando ferrugem. Alguns produtos oleosos e corrosivos podem manchar a pedra. Produtos com PH maior que 10 podem retirar o brilho da pedra.

MÁRMORE COMPOSTO
silestone
 2

Os mármores compostos mais conhecidos são o Silestone e o Marmoglass. Trata-se de uma rocha industrializada criada com cerca de 90% de quartzo e 10% de resinas sintéticas.

Pontos positivos:
Esse material é resistente, boa durabilidade, higiênico, com manutenção fácil e homogeneidade, ou seja, aparência uniforme com grande variedade de cores. Outra grande vantagem é a possibilidade dele ser recuperado em caso de riscos ou manchas. O processo é simples, mas exige mão de obra qualificada. A área deteriorada é recortada e substituída pelo mesmo material, com emendas invisíveis.

Pontos negativos:
Por se tratar de um material importado, o custo é alto. O valor do metro linear fica em torno de R$1.300 (Silestone Blanco Zeus).

ACRÍLICOS
corian-juntos
 3
corian 2 4

O polímero plástico mais conhecido é o Córian. São compostos por material mineral e acrílico, e podem ser modelados conforme o desenho do arquiteto.

Pontos positivos:
Resistentes, modernos, grande variedade de cores e texturas e podem ser modelados, permitindo que a cuba seja esculpida no próprio material, garantindo melhor higiene, fácil manutenção e formas inusitadas.

Pontos negativos:
Apesar de ser resistente, é preciso certo cuidado, pois panelas muito quentes podem danificar a superfície. Não utilizar essa superfície para cortar alimentos, devendo-se dispor de uma tábua própria para esta tarefa. Assim como os mármores compostos, a manutenção é simples e não deixa emendas. O custo deste material é alto, o  metro quadrado fica em torno de R$ 3.000.

CONCRETO
concreto
 5

Pontos positivos:
O concreto é rústico, funcional e tem instalação prática, além de ser econômico.

Pontos negativos:
Por ser um material poroso, deve ser tratado para manter o contato com a água. Existe a possibilidade de infiltração de líquidos e aparecimento de rachaduras.

AÇO INOX
inox 1
 6

É o material utilizado em cozinhas industriais (restaurantes e comercio alimentício) por possuir baixa porosidade e grande resistência à oxidação. Executado sob medida por fornecedores especializados, garantem um visual moderno para a cozinha.

Pontos positivos:
Durabilidade, higiene e praticidade. Permite a criação de peças com apenas uma chapa dobrada, unificando frontão, cuba e saia. Além de permitir a incorporação de acessórios como lixeiras, escorredores de pratos e talheres no mesmo material, é possível apoiar panelas quentes sem danificar o material.

inox 7

Pontos negativos:
O preço é alto. Uma bancada simples de 2,00×0,60m sai por volta de R$1.800. Outra desvantagem é que o inox risca com facilidade e precisa ser limpo frequentemente, sempre no sentido do escovamento do material. Batidas podem marcá-lo e produtos alcalinos podem tirar seu brilho.

MADEIRA
madeira
 8

Pontos positivos:
As bancadas de madeira criam a sensação de aconchego e rusticidade. São muito frequentes nas cozinhas europeias e norte americanas. Uma grande vantagem é a facilidade de instalação, pois não necessita de cimento nem água.

Pontos negativos:
A madeira exige a impermeabilização, para não danificar o material. Também é preciso tomar cuidado com objetos pontiagudos e panelas muito quentes, que podem deixar marcas que não serão reparadas. A superfície suja com facilidade, sendo necessária atenção redobrada com a limpeza.

NANOGLASS
nanoglass
 9

Nanoglass é um material industrializado de alta tecnologia, produzido com pó de mármore e vidro, sob condições de alta temperatura.

Pontos positivos:
O material não tem porosidade, portanto não mancha, sua aparência é homogênea, apresenta fácil limpeza e manutenção. Não risca.

Pontos negativos:
Por ser muito rígido, o material pode trincar, sem a possibilidade de reparos. Isso pode ser evitado com o polimento da bancada, garantindo também uma maior durabilidade. O custo também é alto, o metro quadrado fica em torno de R$ 1.000.

AZULEJO
azulejo
 10

Pontos positivos:
São econômicas. É necessário executar uma estrutura em alvenaria ou compensado que sirva como base para aplicação do material. O resultado final pode ficar neutro, contemporâneo ou com um ar retrô.

Pontos negativos:
Por ser um material frágil e com baixa resistência e durabilidade, é necessário o cuidado com panelas muito quentes e batidas que podem trincar o material. Recomenda-se utilizar para o acabamento das bordas peças especiais para esta finalidade, e o rejunte tipo epóxi, que possui menor aderência a manchas.

OBSERVAÇÃO:

Tanto o mármore quanto o Limestone são pedras com alta porosidade. Não são  indicadas para a bancada da cozinha pois mancham com facilidade.

Imagens:
1- Bancada em granito preto São Gabriel (imagem retirada do site http://ciadearquitetura.com)
2- Bancada em Silestone Blanco Zeus (imagem retirada do site http://www.silestone.com/)
3- DuPont Corian cores Vanilla e Glacier White (imagens retiradas do site http://www.tekna-italia.it/eng/corian_cucina.htm)
4- Bancada em DuPont Corian projetado pela arquiteta iraniana Zaha Hadid
5- Bancada de concreto (imagem retirada do site http://www .amoremimo.blogspot.com.br)
6- Bancada de aço inox projetada pela arquiteta Georgia Zorzella (imagem retirada do site http://pro.casa.abril.com.br)
7-  Nichos para acessórios na bancada de aço inox. (Imagem retirada do site da Mekal)
8- Bancada de madeira. (Imagem retirada do site http://casadamel.blogspot.com.br)
9-  Bancada de nanoglass (Imagem retirada do site http://construindo.org/nanoglass-precos-e-cores/)
10- Bancada revestida com azulejo (Imagem retirada so site http://www.revistacasaejardim.globo.com)

Referências:
http://www.dupont.com
http://www.revistacasaejardim.globo.com
http://www.tekna-italia.it
http://galeriadomarmore.blogspot.com.br
http://www.nanoglass.com.br/
http://www.marmorariaalonso.com.br
http://www.silestone.com
http://www.cliquearquitetura.com.br
http://www.ciadearquitetura.com
http://www.mekal.com.br
http://www.pro.casa.abril.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s